SISTEMA DE CRENÇAS

10:21:00




    Tudo o que a pessoa vive, vê, percebe, sente, pensa e cria tem direta correlação com seu sistema de crenças. Todas as coincidências positivas ou negativas tem direta correlação com seu sistema de crenças porque tudo está unificado. Pode-se explicar isso de forma direta correndo-se o risco das pessoas caírem na negação entrando num processo de infantilização, contudo, é necessário correr este risco.

    Em última instância, o Ego são as próprias crenças. A hipnose já nos evidencia de as crenças são a base de todos os comportamentos. A base do sistema de crenças está na concepção do Universo, mais especificamente sobre o que é a morte. Todas as religiões são fundamentadas na questão da morte. Se as pessoas soubessem o que há depois da morte, elas não iriam temer nada.

    O Universo funciona a partir de símbolos. Um físico, ao estudar a fundo a mecânica quântica, disse que toda parte material precisa de uma contra-parte "ideal" para existir. Platão estava certo e hoje podemos comprovar isso em laboratório; os Arquétipos existem. Tudo o que existe é simbólico - estamos vivendo em um sonho em velocidade reduzida. O sonho que temos a noite nada mais é do que uma dimensão em que as leis funcionam mais rápidas. E todo o sistema de crenças funciona simbolicamente.

    Criou-se uma dualidade filosófica de que ou se é religioso, ou se é materialista ateu; os dois estão presos em si mesmo. O materialista acredita que a morte é o fim de tudo e, por isso, não vê e sente significado nenhum em sua vida. Essa pessoa acredita em morte, portanto, estará sempre vivenciando a simbologia da morte definitiva e essa é a causa de toda a depressão. Para todos os lados que essa pessoa olha, ela vê morte. Existe um símbolo (software) em seu inconsciente dizendo: a vida não vale a pena porque existe a morte. E assim está instalada a depressão e a zona de conforto. O Arquétipo da morte não é uma coisa negativa, mas sim uma função Universal. O parto, por exemplo, é uma manifestação do Arquétipo da morte. É por isso que o Arquétipo da Mãe também é a terra (mãe terra, mãe natureza). A morte do corpo físico é um parto. Quando enterramos uma pessoa falecida, inconscientemente estamos colocando-a de volta na mãe universal para que ela passe pelo parto multidimensional e volte para a quarta dimensão. A morte é um parto, e o parto é uma passagem. O problema é quando se interpreta a morte como desaparecimento total e absoluto.

    No outro extremo, temos as religiões ortodoxas que pregam a existência do pecado. Acreditam que essa é a única vida que existe e que somos infelizes criaturas criadas por um deus sádico. Essas pessoas também estão vivenciando a morte absoluta porque, obviamente, o "paraíso" é uma espécie de morte assim como o inferno. Vida implica em movimento, e no paraíso não tem movimento porque é o famigerado descanso eterno. Tanto os ateus quanto os religiosos estão vivenciando este aspecto da morte como desaparecimento. É por isso que a maioria das pessoas estão tristes. Elas dizem que estão bem, mas no fundo não estão. É por isso que existem todos esses crimes e guerras. Porque a maioria das pessoas acreditam que a consciência é um epifenômeno cerebral, mesmo que isso nunca tenha sido comprovado, aliás é totalmente o contrário. Existem inúmeras ciências e fenômenos catalogados provando que a consciência faz coisas que o cérebro humano nunca seria capaz de fazer e, por outro lado, o materialismo nunca conseguiu provar que o cérebro é a causa da consciência. Essa crença foi disseminada usando-se a técnica da repetição porque nem os filósofos empiristas não eram materialistas. Isaac Newton era um iniciado e isso não é dito nas Universidades, dando a entender que ele somente pregava o materialismo.

    Os ateus tem medo de questionar sua visão de mundo porque acham que vão tornar-se religiosos e os religiosos tem medo de questionar sua visão de mundo porque acham que vão tornar-se ateus. A verdade está além desses dois extremos ilusórios e já foi comprovada pela física, podendo ser testada por cada um de nós. As dimensões existem e a morte é só uma casca que a serpente deixa para trás, continuando sua existência em outras frequências de espaço-tempo. Não há o que temer. A vida continua e pode-se testar por si mesmo com a chamada "viagem astral", ou como os militares americanos gostam de chamar cientificamente de "visão remota".

    O maior medo de quem está no poder é que o povo vislumbre isso. É por esse motivo que todas as religiões criadas por eles tenta manter o povo longe deste conhecimento dizendo que é do "diabo". É por isso que as revistas científicas, laboratórios, livros e toda a parafernália científica criada por eles também insistem em pregar que este conhecimento é "misticismo" e "superstição" de um povo ignorante, porém toda a elite sempre usufruiu deste conhecimento. A NASA por exemplo, usa a Astrologia para fazer seus lançamentos. Os mais ricos investidores na Bolsa de Valores também usam a Astrologia. Os profissionais da Astrologia valem milhares de dólares e são disputados pelos milionários e bilionários da Bolsa. J.P. Morgan, o homem que gastava dez milhões de dólares por dia na metade do século XX, disse em sua biografia: milionários não usam a Astrologia, bilionários usam.

    Existem alguns cientistas heróis que decidiram pesquisar a realidade nua e crua sem ter medo de perder o emprego nos laboratórios ou cargos nas faculdades financiadas pelos Rockefeller's e seus "chegados". Toda a prova e ciência da vida após a morte já foi descoberta, catalogada, descrita e inclusive com toda a matemática das dimensões, porém está sendo vergonhosamente escondida do povo. O objetivo deles é manter as pessoas depressivas e com medo da morte. Toda a pessoa que se der o luxo de pesquisar, descobrirá tudo isso e muito mais.

    Quanto de verdade você está pronto para saber? Como você reagiria se soubesse que é possível trafegar no continum espaço-tempo da terceira dimensão através de um desdobramento da consciência? Se você acha isso loucura, misticismo ou cientificamente não comprovado, significa que talvez ainda não esteja pronto para acessar este tipo de poder. Todos, garantidamente já sonharam com algo que aconteceu exatamente igual no futuro. Este tipo de "sonho" é um desdobramento da consciência em outro espaço-tempo vibracional de forma não-lúcida. O dia que conseguir lucidez ao sair do corpo, poderá trafegar conscientemente no passado, presente e futuro de acordo com a sua vontade. De que serviria os livros duvidosos de história escritos pelos vencedores das guerras se todos soubesse fazer um desdobramento multidimensional? Tempo ao tempo.

Um somos nós!

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

cadastre

Subscribe